Imagem capa - Festas Juninas! Viva Santo Antônio! por Taciana Trevisan
Festa Junina

Festas Juninas! Viva Santo Antônio!

Festas Juninas


Tudo muito alegre, colorido! E muitas famílias escolhem fazer a decoração de festa infantil nesse tema . Uma forma de acompanhar as tradições.

Comemorar o mês de junho é um hábito antigo em várias partes do mundo. Antes do nascimento de Jesus, os povos pagãos do Hemisfério Norte celebravam o solstício de verão, o dia mais longo e a noite mais curta do ano, que, lá, acontece em junho. As festas ocorriam para pedir aos deuses a fertilidade da terra e garantir boas colheitas nos meses seguintes. Com o avanço do Cristianismo, a Igreja incorporou a tradição e, no século 6, os ritos da festa do dia do solstício, em 21 de junho, passaram para o dia do nascimento de São João Batista, em 24 de junho. Mais tarde, no século 13, foram incluídas no calendário litúrgico as datas comemorativas de Santo Antônio (dia 13) e São Pedro (dia 29). É por isso que esses três santos são os padroeiros das festas juninas!


Fiquei curiosa e fui pesquisar mais a fundo a história dos Santos no Google,  e achei sobre Santo Antônio:


Santo Antônio de Pádua


Nascido em uma família de alta nobreza, recebeu o nome de Fernando e teve uma boa educação religiosa. Iria seguir carreira militar, mas resolveu refugiar-se num convento, em Coimbra, e ordenou-se sacerdote em 1220. Tornou-se, então, missionário na África. Entrou para a ordem Franciscana e adotou o nome de Antônio. Protetor das coisas perdidas. Protetor dos casamentos. Protetor dos pobres. É o Santo dos milagres. Fez muitos ainda em vida. Durante suas pregações nas praças e igrejas, muitos cegos, surdos, coxos e muitos doentes ficavam curados. Redigiu os Sermões, tratados sobre a quaresma e os evangelhos, que estão impressos em dois grandes volumes de sua obra. Santo Antônio morreu em Pádua, na Itália, em 13 de junho de 1231, com 36 anos. Por isso ele é conhecido também como Santo Antônio de Pádua. Lá foi construído um grandioso templo em homenagem ao santo, onde se conservam várias de suas relíquias, inclusive sua língua. Foi proclamado Doutor da Igreja em 1946, pelo Papa Pio XII.

Um de seus mais famosos feitos se deu quando, pregando em Pádua, foi avisado de que seu pai estava sendo injustamente condenado à forca, em Lisboa. Milagrosamente, Santo Antônio desdobrou-se e salvou seu pai em Lisboa ao mesmo tempo em que fazia seu sermão em Pádua. Em pensamento, fez com que o cadáver do assassinado negasse, por meio de um aceno de mão, a culpa de seu pai.

Mas você sabe por que Santo Antônio é considerado o santo casamenteiro? Apesar de não ter em seus sermões nada específico sobre casamentos, Santo Antônio ficou conhecido como o santo que ajudava mulheres a encontrarem um marido por conta da ajuda que dava às moças humildes para conseguirem um dote e um enxoval para o casamento.

E o pão de Santo Antônio, que a Igreja Católica oferece no dia 13 de junho, deve ficar guardado com os outros mantimentos na cozinha para que nunca falte comida em casa.


Alguns detalhes em algumas festas que fotografei no tema e que achei bem interessante:


Bolo de isopor:



Bolo de pipoca:





Pamonha embrulhadinha de jeito diferente:


Deixar nas mesas um saquinho de lixinho para a casca do pinhão:


Brincadeiras montadas com materiais reciclados e objetos que se tem em casa:


Decoração com bonequinhos de EVA:


Bandeirinhas feitas de jornal mesmo:



E tem muito mais que podemos fazer! Só deixar a criatividade acontecer.

;)

Taci